sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

NOMEAÇÕES FPF - ÁRBITROS E OBSERVADORES AFE

2 Comentários:

Anonymous Anônimo disse...

Como é k se pode acreditar no Conselho de Disciplina, quando saiem os Castigos do Santo António:
Fernando Paulo Lopes Rosado- 2 jogos de suspensão por agressão ao árbitro.
Hugo Miguel Martins Costelas - 3 jogos de suspensão por cuspir em cima dos calções do àrbitro.
Isto é justiça, quando um jogador apanha 6 jogos que comparado com isto foram festas, o k é que tem medo, pois é mas se fosse outra equipa estes jogadores nunca mais jogavam à bola, mas como é o Santo António não é, ainda estes gajos se queixam, não sei k é que conseguiu influenciar o árbitro ou o Conselho de Disciplina em alterar o relatório, mas isto não é a verdade do k se passou no Santo António x Valenças, e mais k tentem não conseguem esconder, arbitro auxiliar agredido e jogador cospe nos calções do árbitro, se agora outro jogador de outra equipa fizer o mesmo kero ver qual é o castigo. Uma vergonha senhor presidente do Conselho de Arbitragem.

21 de fevereiro de 2009 13:18  
Blogger CLIMERIO FERREIRA disse...

Domingo, Fevereiro 22, 2009
CAMPEONATO NACIONAL 3ª.DIVISÃO - SÉRIE E

ESTADIO FRANCISCO LÁZARO
FUTEBOL BENFICA - 0 RIO MAIOR - 0
ÁRBITRO:- JOAQUIM GATO - Arbitragem muito personalizada, tranquila e um bom valor da arbitragem nacional, tem qualidade para subir de escalão. Bem assistido
Assistentes-Ricardo Ferreira - Gonçalo Mendes
Futebol Benfica
António - Alex I - Alex II - Hidalgo - Vital - Semedo - Gonçalo (cap.) - Pedro (72m por Miguel) - Careca (72m por Xana) - Maia (82m por Moisés) - Janu
Suplentes - Saborida - Moisés - Tiago Miguel - Martinho - Adu - Xana - Miguel
Cartão amarelo - Alex II

PRESSÂO DEU NULO

Futebol Benfica e Rio Maior empataram a zero, naquela que foi a oitava igualdade da época para o FóFó (4 perante a sua massa associativa, que compareceu em elevado número).
Num encontro no qual os homens da casa necessitavam dos 3 pontos, para se aproximarem do grupo de equipas que irá disputar a subida, os homens de Rio Maior justificaram o porquê de estarem no 2º lugar da tabela.
Apesar do maior caudal ofensivo da equipa visitada, a pressão de conquistar a vitória foi bem notória no futebol praticado pelo Futebol Benfica, razão pela qual não conseguiu levar a melhor sobre os pupilos de Paulo Torres, que apresentou uma equipa bem estruturada e com bons valores individuais.
Destaque para a exibição do Guarda-redes Passarinho, com duas defesas extraordinárias, a tirar o pão da boca aos avançados locais.
O Futebol Benfica já no periodo de descontos, não teve a sorte do jogo e viu uma bola bater na trave da baliza, não conseguindo Alex II concretizar.
Acabou ser um resultado justo para o bom futebol praticado pelas duas equipas.

22 de fevereiro de 2009 19:24  

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

<< Página inicial